quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Tempo, tempo

Eles deram um nó no tempo.
Todos os antigos conceitos, preconceitos e pré-conceitos chegaram ao fim. Quando se encontraram, de fato, recomeçaram.
Renovaram idéias, sonhos. Trocaram de posições no tempo. Ele é mais novo e ela, mais velha. Mas vivem mudando de papéis. Juventude ou inexperiência? Experiência ou maturidade?
Eles brincam com os dias, guardam datas. Transformam os minutos, os sorrisos duram mais do que o comum.
Fazem o mesmo com cara de novo. Voltam nas lembranças para reapresentá-las um ao outro. Acham tudo diferente. Revêem-se. Vencem.
Divertem-se tanto com o tempo que comemoram aniversário no dia em que as pessoas lembram os finais dos finados.
E muitas vezes nem se dão conta que o tempo passa assim mesmo. Ou é o tempo que não está dando conta deles?

8 comentários:

Anônimo disse...

Cris , texto bom é isso.A gente sente,vê.Eu te vi.
Alguém já cantou um dia :"O tempo não pára na curva,não espera ninguém".
Portanto,viva,sinta. bjs DENISE
Saudades.

Anônimo disse...

Q LLLIIIIIINNNDDDDOOOOO!!!! O tempo, as lembranças!! Eu vivo muito de lembranças...amo as lembranças e é isso mesmo, qdo revisitadas elas são diferentes e e misturam um pouco a realidade com a fantasia....O imaginário e o simbólico!!
AMEEEIII!!te amo
bjinho Marina

Ricardo disse...

E eu que de tanto falar e pensar e pensar e falar, leio uma coisa maravilhosa dessa e não falo nada, só consigo sentir, sentir... amei o texto, amo você!

Petê disse...

Depois dessa declaração de amor aí em cima, nem precisa falar nada...

Mas vou falar de literatura: ganhei de aniversário Momo, do Michael Ende. Você já deve ter lido, mas se não leu, vale a pena... comecei e pretendo continuá-lo em breve. História de uma menina que devolve o tempo que ladrões de tempo roubaram das pessoas.

Bejios

Nanete Neves disse...

O tempo corre sempre a favor de quem ama e é correspondido.

may shuravel disse...

Lindo texto, Cris.Pra ler e reler...
beijo
may

Mayara disse...

Todo mundo tem seu encaixe perfeito, e você encontrou o seu! Torcemos tanto pra esse momento chegar e não poderíamos estar mais felizes. Ele entrou na nossa vida tem um pouco mais de um ano e esperamos que nunca saia, porque parece que ele esteve com a nossa família o tempo todo! Amo muito os dois, beijos madrinha!

J. Rogers disse...

Imagina se não chorei lendo o seu texto e depois os outros!!!
Mas a verdade é que ainda bem que vcs. não ligaram pra ninguém, só pro coração e aí, quando a gente houve a nossa alma e não as "minhocas", "Tudo Debende"...como diria a filósofa contemporânea Pina Medeiros...Deita o cabelo, senta o pau...que nós de longe e, às vezes, de perto, vamos fazer de tudo pra dar certo...bjs bjs bjs e mais bjs
Guess Who???