sexta-feira, 5 de junho de 2009

Poesia e criança, por Ana Maria Machado


Raul da Ferrugem Azul é o livro que mais lembro da minha infância. Ana Maria Machado conta a história de um menino que começou a se surpreender com bolas azuis pelo corpo e fica apavorado. E, depois, começa a entender que elas aparecem conforme ele "engole" as injustiças da vida... Aquilo, acredito que em meus oito anos, me pegava concretamente. Quando via uma amiga minha sendo vítima de preconceito racial, lá ia eu olhar para o meu braço e ver se eu tinha aquele "sarampo azul" que minha mãe tentava me explicar.

Ana Maria plantou em mim a semente da solidariedade e, como ela diz, não é dizer a palavra que vai atingir o leitor-criança e sim, uma história bem contada. Era um tempo em que escrever para criança sinalizava como algum tipo de esperança em um país que parecia estar condenado.

Pois eu tive uma excelente, animada e emocionante conversa com ela para o site CRESCER.

Vale muito a pena, pois falamos de poesia, em virtude do livro que ela acaba de lançar, Sinais do Mar, pela Editora Cosac Naify.

2 comentários:

Laura Fuentes disse...

E, certamente, com seu talento e sensibilidade, você seguirá a trilha da mestra. Tem tudo prá isso.

cadeorevisor disse...

Que linda entrevista! Parabéns!
Você esteve no blogue da Paulinha ultimamente?

Beijo,

Pablo
http://cadeorevisor.wordpress.com