segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Sobre despedidas

Venho me despedindo em pedaços.
Mas não aos pedaços.
Vou mudar de cenário. Minhas histórias serão contadas em outro lugar. Vou respirar outros perfumes, ver outros cheiros. Os passarinhos serão de outras árvores, os sons virão de novos lugares.
Vou rir de outros prazeres. Lamentar outras dúvidas e decisões.
Já fiz isso outras vezes. Agora tenho companhia. A casa não será apenas minha. A porta vai abrir sem que apenas eu vire a chave. Outros gostos estarão espalhados pela casa. Vou compartilhar vivências, vou viver de outras coincidências.

8 comentários:

Gaby Almeida disse...

Mudar de ares... to precisando disso...

Silvana Tavano disse...

querida,
lindo texto.
(espero que você só esteja se referindo à boa mudança, "aquela"!)
...

Anônimo disse...

QUE LINDO TEXTO!!!
ME ARREPIEI!
"...A PORTA VAI ABRIR SEM QUE APENAS EU VIRE A CHAVE..."
Q LINDO!! Q DELICADO!!
ISSO É BOM!! ISSO É MUUUUITO BOM!!
TE AMO MUITO!!
ESTOU AQUI SEMPRE!!

MARINA MACEDOARE

Anônimo disse...

Q texto lindo!!! Maravilhoso!Sensível!
Será que é o Ri que te inspira tanto assim?!
Viver sozinho é fácil. O segredo é compartilhar: a essência de viver!

bjos
Denise

tecendoempalavras disse...

Oi Cris, achei uma delícia ler esta postagem. Taí um tema provocador e sem fim. Começar de novo, sozinho, ou compartilhando. Reaprendendo.
Téca

MALU, SIMPLES ASSIM disse...

Lindo texto. Vou colar na porta da minha casa nova! E boa sorte nessa nova etapa, amiga!
Beijos.

Laura Fuentes disse...

Compartilhar a vida, as chaves, as novas paisagens e também os vazios com essa leveza sua só pode dar muito certo.

Ana Sinhara disse...

Ai Amada...
Que delícia voltar aqui e ver tantas palavras lindas...
Que essa nova chave em seu chaveiro te faça tão feliz como foi a família Macedo e Carvalho.
Vcs começaram certo...a tendência é continuar acertando...com o amor!
Bjks